Sala de Imprensa

Sala de Imprensa

Voltar

Kalil se reúne com o Sindicato dos Policiais Federais e agrada setor

Texto
sindpef1

O candidato a prefeito de Belo Horizonte pela Coligação Pra BH Funcionar (PHS-Rede-PV), Alexandre Kalil, e o vice, Paulo Lamac, se reuniram nesta quinta-feira, 22, com representantes do Sindicato dos Policiais Federais de Minas Gerais (Sinpef). No encontro, na sede do Sindicato, no bairro Gutierrez, os candidatos apresentaram propostas para a área de segurança pública. A principal delas é sentar com o Governo do Estado para negociar. “Sem sentar com o governador, não tem como falar de segurança pública. Nós precisamos da Polícia Militar. Só a guarda municipal não garante a segurança dos belo-horizontinos. Nós queremos fazer um novo pacto com o Governo do Estado”, disse Kalil.

O candidato da Coligação Pra BH Funcionar ainda alertou para o fato de que antes a polícia mineira era uma das mais respeitadas do país. Mas hoje ele vê que esse respeito não existe mais. “Temos que resgatar esse respeito. Precisamos treinar, equipar, preparar os policiais para que a população volte a se sentir segura”, finalizou Kalil.

 

sindpef2

Foto: Amira Hissa


 

PLANO DE GOVERNO – SEGURANÇA

Precisamos trazer mais recursos para o investimento do Município na área de segurança pública. Para isso criaremos a Secretaria de Prevenção Social da Violência e Segurança, que contará com uma equipe para prospectar recursos, elaborar projetos e negociar fundos da União que estejam disponíveis para os programas municipais de segurança pública.

Também teremos uma atuação forte em relação à transparência das informações de segurança a situações de risco como uma forma de controle da insegurança e do medo, mediante a consciência dos moradores das áreas de risco existentes na cidade, além de implantar campanhas de envolvimento da população nos projetos e programas de controle da criminalidade na cidade.

Será criada a Sala de Situação, no interior do Centro de Comando e Controle, voltada para a gestão da segurança. Também serão criados grupos de trabalho para cada uma das Zonas Quentes de Criminalidade, em parceria com o Estado e o Município, envolvendo diferentes órgãos estaduais e municipais para a busca de soluções.

Entre as outras propostas sobre segurança, já previstas em nosso Plano de Governo, podemos destacar também a manutenção de parcerias com a população com a criação dos conselhos municipais nas áreas de maior risco; a adequação do código urbano de BH; a implementação de medidas de prevenção situacional, tais como iluminação de locais de risco e mudanças de pontos de ônibus; estabelecer parcerias com o Governo do Estado no sentido de participar ativamente dos projetos do Fica Vivo; fortalecer os Conselhos Tutelares, com a contratação de mais 250 conselheiros, distribuídos em 20 Conselhos. Teremos também um Programa de Resistência às Gangues, com atuação junto às escolas para alertar dos riscos de envolvimento com gangues.